segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Abismos

A saudade é quando você sente a distância de quem quer presente. A cada dia que passa, alargam-se e aprofundam-se os Abismos entre você e a pessoa amada.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

sábado, 23 de janeiro de 2010

Roçar

Quem nunca ansiou por um encontro de lábios? Quem nunca desejou o suave atrito das bocas, das peles, dos corpos... Quem já experimentou o Roçar das almas?

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

O Inferno de Cada Um

Todos já ouviram falar no inferno, na danação eterna, no fogo e no calor. Dante Alighieri concebeu um inferno construído em círculos concêntricos, e dedicou cada círculo a um perfil de pecador ou pecado capital, onde os condenados iam sendo distribuídos conforme a gravidade e natureza de seus pecados.

Mas... E se o inferno não for o mesmo para todo mundo?

E, se, em vez de um lugar, o inferno for uma prisão pessoal, a que se aflige em castigo o próprio pecador? Se há um inferno para castigar ou aprisionar cada tipo particular de pecado, de erro, de mau feito, como será o de cada pecador? E como será o seu?

Seja bem-vindo ao segundo texto da série O Inferno de Cada Um.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

sábado, 16 de janeiro de 2010

Ô, Glória!

Irmã Glória era uma jovem evangélica, recatada, comportada. Uma bênção de menina, e nisso os rapazes de sua igreja eram unânimes! Leia o conto Ô, Glória!, e conheça um pouco mais sobre sua estória.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

O Altruísmo Cego e o Consciente

Ajudar não é só boa vontade. Não basta querer, decidir e ir agir. Não raro, você, com a melhor das intenções, simplesmente troca os pés pelas mãos, e atrapalha mais do que ajuda. E, pior, quase nunca se dá conta disso. Não que Pablo seja doutor em caridade, mas, ele tentou refletir sobre O Altruísmo Cego e o Consciente.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

A Caneta e o Poeta

Mais um breve momento de metalinguagem. O poeta fala do ofício de escrever, de sua conflituosa relação com a caneta, que tem vida própria. A Caneta e o Poeta é um poema de um poeta apaixonado pelo seu ofício. Como não o seria?

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

domingo, 10 de janeiro de 2010

Anatomia Feminina

Para responder o que há de mais belo na mulher, esta crônica vaga por entre obviedades e surpresas até concluir o verdadeiramente inesperado. A Anatomia Feminina, afinal, vai muito além do corpo, e seus encantos vão além da sua anatomia.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Tarcia Danielle

Tarcia Danielle foi mais do que uma amiga, mais do que alguém com quem ele passou seu tempo. Ela foi como uma estrela mais Brilhante, um meteoro cruzando os céus só para ele. Iluminou-lhe a vida por um breve momento, e, como num passe de mágica, desapareceu. Mas, não da memória. Reencontrá-la foi tão marcante quanto, e ele a ela se juntou para registrar aquela deliciosa memória. Este conto é recorte biográfico delicioso!

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

Criogenia

Dizem que uma história de amor, depois do fim, jamais volta a ser a mesma. Depois de saradas as mágoas e feridas deixadas no passado, pode-se até tentar um retorno, mas, algo morre, algo fica morno. Ou a paixão intensa queima tudo de forma inesperada, e nada mais resta inteiro dessa poderosa combustão. É sobre isso que trata o poema Criogenia.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

Homenagem

Quando alguém merece uma Homenagem, é melhor que se lhe faça logo, sem delongas.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

Inconstância

O que, na vida, é constante? O que é imutável? Certamente, você não tem uma resposta. Se tem, recomendo que pense mais atentamente. Garanto que ela será eliminada. É sobre essa Inconstância que trata esta crônica.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!